Dicas infalíveis para uma migração de dados segura

Dicas infalíveis para uma migração de dados segura

A migração de dados não é uma tarefa fácil para as empresas e erros cometidos durante o processo de migração podem resultar em custos inesperados, períodos de inatividade e perdas de dados. Este último problema é um dos mais graves, visto que os dados são cada vez mais importantes para as empresas. Assim, é essencial que se proteja durante o processo de migração de dados e que saiba o que está a fazer, para não correr riscos desnecessários. No artigo de hoje, apresentamos-lhe dicas infalíveis para uma migração de dados segura!

Planeamento bem definido

É essencial que avalie se a migração de dados é realmente necessária e que impactos essa migração vai ter para a estrutura da empresa. Antes de partir para a ação, deve planear todas as etapas da migração, avaliando prós e contras da mesma. Só quando estiver realmente seguro de que a migração é necessária é que pode começar a trabalhar.

Limpar os dados

Não há necessidade nenhuma de migrar dados que não têm qualquer utilidade. Por isso, antes de migrar os seus dados deve fazer uma limpeza, de modo a eliminar aqueles que já não servem para nada. Elimine dados sem utilidade e dados duplicados para que o resultado final da migração seja o mais eficaz possível.

Redefinir regras de negócio

As regras de negócios da empresa mudam ao longo do tempo e é muito provável que as que se encontram em vigor sejam muito diferentes daquelas que vigoravam na altura em que os processos foram criados. Agora é o momento ideal para se certificar de que as regras de negócios estão atualizadas. Determine se há campos de dados que precisam ser alterados e garanta que todas as alterações são incluídas nas novas bases de dados.

Privilegie a automatização

As tarefas realizadas manualmente consomem muito mais tempo do que aquelas que podem ser realizadas por softwares, sendo esta uma das principais vantagens da automatização dos processos para as empresas. Um sistema automatizado vai permitir que uma determinada tarefa seja programada uma única vez e a partir desse momento ela será repetida com exatidão e eficácia, consumindo menos tempo e eliminando a probabilidade de errar. Quando os processos estão automatizados, os colaboradores tornam-se mais produtivos e isso é muito bom para as finanças da empresa. A automatização dos processos contribui para a diminuição de perdas e otimiza a produção. Um bom exemplo é o facto de os sistemas automatizados serem pensados para poupar energia quanto não estão a produzir.

Ofereça suporte para a fase pós-migração

Após a migração e implantação das novas aplicações, é possível que sejam necessários ajustes, otimização e outras melhorias. Deve estar preparado para lidar com as questões de pós-implantação rapidamente e com os recursos adequados. Quando não se conseguem resolver os problemas na pós-implantação, toda a migração fica comprometida.

 

Garanta a recuperação dos seus dados críticos mesmo em caso de desastre, maximizando a segurança da sua informação com o RAAS!

Sobre o autor

andreia.rocha administrator

Deixar uma resposta