6 práticas de proteção de dados imprescindíveis em 2019

6 práticas de proteção de dados imprescindíveis em 2019

A proteção dos dados é um tema que requer muita atenção por parte dos gestores e dos responsáveis de TI das organizações. Cada vez mais existem formas sofisticas de roubo de dados e a legislação obriga a que as empresas protejam os dados pessoais dos seus clientes e demais stakeholders. Por muito que uma empresa proteja a sua informação, infelizmente nada lhe poderá garantir que esta fica segura eternamente. Não obstante, existem soluções e práticas que diminuem drasticamente a probabilidade de roubo e perda de dados. No artigo de hoje, selecionamos 6 práticas de proteção de dados imprescindíveis em 2019!

Mascaramento de dados

Mascarar os dados tem o principal objetivo de proteger os dados confidenciais contra acessos não autorizados. Na prática, as ferramentas de mascaramento de dados criam uma versão semelhante aos dados originais em termos de estrutura mas sem revelar a sua verdadeira informação. Na realidade, o seu formato original mantêm-se inalterado mas os dados apresentados são fictícios. Os dados mascarados podem ser utilizados em ambientes de teste e em auditorias, não comprometendo o resultado da análise, mas garantindo sempre a confidencialidade da informação sensível. Numa época em que é cada vez mais importante proteger a informação confidencial, a utilização do mascaramento de dados tem aumentado significativamente. Com o mascaramento de dados poderá utilizar dados sensíveis em ambientes de teste e garantir que a informação confidencial se mantém inabalável. Esta informação mascarada poderá ser utilizada para efeitos de marketing e auditorias, bem como para análises de comportamento do consumidor e de tendências do mercado.

Utilização de políticas de confidencialidade rígidas

Em muitas ocasiões, os funcionários e os fornecedores de serviços de tecnologias de informação precisam de ter acesso aos dados confidenciais da empresa para poderem trabalhar. Este é, inevitavelmente, um risco para as empresas pois a sua segurança poderá estar comprometida. Deste modo, aconselha-se que as empresas assinem acordos de confidencialidade com essas pessoas de modo a proteger os dados. Esta medida além de aumentar o grau de compromisso dos colaboradores com a segurança da informação, também garante a proteção legal à empresa caso os dados sejam tornados públicos.

Elimine a utilização de dispositivos de armazenamento amovíveis

Pens, CD’s e discos externos podem conter material malicioso que prejudica a empresa e estão frequentemente em contacto com diversos equipamentos. Além disso, partilhar dados com pessoas externas às empresas pode comprometer muito a segurança dos dados. É difícil eliminar por completo o uso destes dispositivos mas pode e deve implementar regras que minimizem o risco de perda de dados, como a obrigatoriedade de passar o antivírus antes de abrir uma pen, por exemplo. Isto ajuda a garantir a proteção da informação. Além disso, o uso de soluções de armazenamento na Cloud ajudam a diminuir a utilização de pen’s e discos externos.

Privilegie a conexão por VPN

Um rede VPN é uma rede privada virtual que transmite dados criptografados enquanto eles navegam de um ponto para outro no mundo Web. Conectar-se através da VPN faz com que o utilizador possa navegar em sites de forma segura e privada. As ligações VPN são cada vez mais utilizadas, pois permitem aceder remotamente a arquivos locais e é uma forma segura de navegar através de redes Wi-fi públicas. Este tipo de conexão tem vindo a ganhar cada vez mais importância devido ao aumento da mobilidade laboral. Hoje em dia, os colaboradores enviam e-mails e partilham ficheiros através de qualquer lugar, pelo que é essencial aplicar esta regra nas empresas.

Efetue backup com regularidade e use uma solução de disaster recovery

É essencial manter uma cópia de todos os dados que existem na empresa, pois assim garante que mesmo em situações de ataque a informação não é perdida. No entanto, é importante ressalvar que essas cópias devem ficar armazenadas em servidores distintos, porque se estiverem todos no mesmo local, acabará por perder tudo. Realizar os backups dos seus dados na Cloud é uma excelente opção. Muitas vezes, os telemóveis e tablets são negligenciados e ficam de fora destas políticas, mas este é um erro que pode comprometer todo o negócio, pois os dispositivos móveis estão muito expostos a ameaças e armazenam informações importantes que se caírem nas mãos erradas colocam todo o negócio em risco. Aconselhamos ainda a utilização de uma solução de disaster recovery. O RAAS é um serviço de disaster recovery totalmente gerido por equipa especializada e dá-he a possibilidade de recuperar um servidor virtual em segundos.

Automatize o máximo de tarefas possível

Muitas tarefas na área das tecnologias da informação são bastante repetitivas, o que leva à desmotivação por parte dos recursos humanos e aumenta a probabilidade de haver falhas por parte destes. Automatizar os processos é uma forma de reduzir os custos de TI, visto que não é necessário destacar um colaborador para estar exclusivamente dedicado a tarefas monótonas. A automatização reduz o tempo que as tarefas levam a ser executadas e diminui a probabilidade de erro humano. Este é um dos cuidados de segurança mais eficazes que pode implementar.

Sobre o autor

andreia.rocha administrator

Deixar uma resposta

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

  • RSS
  • Follow by Email
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn