O RGPD e o Marketing podem ser bons amigos?

O RGPD e o Marketing podem ser bons amigos?

O RGPD chegou e as dúvidas em torno da sua aplicação ainda são mais do que muitas. No entanto, a resposta à pergunta “O RGPD e o Marketing podem ser bons amigos” é afirmativa. O novo regulamento geral de proteção de dados visa resolver os seus atuais problemas de captação de contactos, que poderão ser futuros clientes da sua empresa. No artigo de hoje, vamos apresentar alguns casos em que conseguimos provar que o RGPD chegou para ser um bom aliado do Marketing e não para ser um inimigo, como muitas empresas pensam! A sua empresa utiliza o e-mail como canal de comunicação com clientes atuais e potenciais?

Se a sua empresa comunica com os clientes atuais e potenciais através de newsletters e campanhas de mailing, deve ter cuidado com o consentimento explícito para tratamento dos dados por parte de todos os contactos que constam na sua base de dados. A nova lei exige que exista um consentimento explícito por parte do utilizador para tratar dos seus dados pessoais e exige ainda que cada e-mail enviado tenha botões visíveis que possibilitem uma fácil remoção por parte do utilizador. Assim, a nova lei vai melhorar desde o início a sua relação com o cliente, visto que haverá um propósito claro para a vossa relação, bem como vai eliminar a probabilidade dos seus e-mails serem classificados como SPAM.

Tem uma pequena loja e ainda coloca a informação em documentos manuais?

O novo RGPD vai ajudar a sua empresa a modernizar-se. Chegou a hora de tornar a informação da sua empresa digital! Como é necessário ter um consentimento explícito por parte do utilizador, é importante que esse consentimento esteja num local seguro e que não tenha erros. O consentimento manual é muito mais suscetível de ter erro humano e muito mais suscetível de se perder. Por isso, uma solução boa para a sua empresa e para o cumprimento do RGPD é criar um formulário para o novo cliente ou potencial cliente preencher, onde conste toda a informação sobre o futuro tratamento a que os dados serão sujeitos. Os contactos que já existem num formato de papel devem ser transcritos para um formato digital e deverá enviar-se também um e-mail com os dados pessoais do utilizador a informar sobre a forma como os dados serão tratados.

Costuma participar em feiras e recolher cartões de visita?

Antes do RGPD esta questão era muito fácil de resolver: recolhiam-se os cartões de visita e depois colocavam-se num ficheiro de Excel, possivelmente, e depois estes contactos passavam a fazer parte da sua base de dados para envio de newsletters e informações do género. No entanto, devido à obrigatoriedade de existir um consentimento explícito para o tratamento dos dados, este método passa a não ser possível. Assim, se quiser utilizar os e-mails para envio de campanhas, deve recolher o consentimento explícito junto dos titulares dos dados pessoais. Este ponto pode parecer pouco simpático para o Marketing, mas a verdade é que vai contribuir para que tenha uma base de dados muito mais qualificada e adequada ao seu negócio.

Costuma enviar campanhas por SMS?

Se envia mensagens com promoções para os seus clientes, é obrigado a enviar um link de remoção da base de dados. O RGPD não permite que se enviem mensagens sem que se cumpra o direito à oposição. E não basta que coloque uma mensagem a dizer que se a pessoa não quer receber mais comunicações por essa via pode enviar um SMS a dizê-lo: é obrigatório que haja um link de remoção automática, de modo a facilitar o mais possível o direito à oposição.

Sobre o autor

andreia.rocha administrator

1 comment so far

5 Estratégias infalíveis para fidelizar clientesPublicado em8:26 - Jul 3, 2018

[…] marketing digital está cada vez mais presente nas estratégias das empresas e muitas marcas utilizam uma […]

Deixar uma resposta

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

  • RSS
  • Follow by Email
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn