Tendências de segurança da informação para os próximos anos

Tendências de segurança da informação para os próximos anos

A segurança da informação é uma das áreas que mais tem evoluído ao longo dos anos, nomeadamente devido ao número cada vez maior de ameaças no mundo web. Hoje, mais do que nunca, a informação é vista pelas empresas como um bem que precisa de ser altamente protegido, pois é através dos dados que as empresas detêm que tomam decisões e que fazem o negócio crescer. No artigo de hoje, abordamos as tendências de segurança da informação para os próximos anos!

Internet das Coisas

A Internet das Coisas é uma realidade em que vários objetos utilizados no quotidiano estão ligados à Internet. Atualmente, cada vez mais objetos se encontram ligados à Web e nem damos por isso. No início desta era digital, apenas era possível conectar smartphones e tablets e, no entanto, nos últimos anos temos assistido a uma revolução nesta área e atualmente já é possível conectar consolas de jogos, televisões e câmaras de vigilância à rede. De modo muito simplificado, a Internet das Coisas tem como objetivo conectar qualquer dispositivo à Internet. Segundo o Gartner, até ao ano 2020 haverá mais de 26 biliões de dispositivos conectados à rede. A nível doméstico, este conceito visa facilitar a vida das pessoas, mas a sua aplicação também terá impacto no mundo dos negócios. As empresas precisam de garantir que as informações partilhadas entre os dispositivos conectados à rede se mantenham seguras e com tantos aparelhos ligados em simultâneo, a necessidade de segurança é ainda maior do que antes. As empresas precisarão assim de encontrar profissionais capazes de garantir esta segurança, o que resultará numa gestão mais eficaz e numa maior proteção de toda a informação. O resultado final será uma empresa mais consciente sobre a necessidade de proteger a sua informação.

Cloud Computing

Armazenar dados na Cloud é uma tendência de segurança da informação cada vez mais presente nas empresas de todo o Mundo. Contudo, nem sempre as empresas utilizam esta ferramenta da melhor forma, cometendo erros que podem colocar em risco a segurança e privacidade da sua informação. A utilização correta do armazenamento na Cloud pode ter benefícios enormes para as empresas, pelo que é essencial utilizar a nuvem da melhor forma possível. Nada é cem por cento infalível e uma das principais desvantagens da tecnologia em nuvem é que os dados e arquivos de uma empresa correm o risco de ficar desprotegidos. As questões de segurança devem ser planeadas numa fase inicial no momento de transição do local para a nuvem. A informação que é realmente muito sensível não deverá ser migrada para o exterior. Contudo, cada vez mais a tecnologia em nuvem dá provas de que é segura e os riscos relacionados com a segurança serão cada vez mais reduzidos.

Segurança integrada

Um novo conceito de segurança da informação está a surgir: segurança integrada. Este conceito faz com que todas as soluções de segurança de uma empresa possam comunicar entre si, agindo automaticamente sempre que uma ameaça é detetada. Quando uma ameaça é detetada pela firewall, por exemplo, é possível acionar uma reação em todos os antivírus da rede, que de imediato bloqueiam o acesso dos computadores à Web. Em simultâneo, todas as chaves de criptografia da empresa podem alterar-se automaticamente, evitando assim uma possível quebra de sigilo.

Regulamentação sobre proteção dos dados

O Regulamento Geral de Protecção de Dados (GDPR) entrou em vigor no dia 25 de maio de 2018 e a nova lei apresenta coimas avultadas para as empresas que não cumpram o regulamento. As empresas estarão mais dispostas a investir em soluções de segurança pois o investimento será necessário para que não tenham que pagar multas elevadas. A tendência para os próximos anos é ampliar a atuação dos novos regulamentos de proteção de dados, para que exista uma segurança cada vez maior dos dados privados.

 

Sobre o autor

andreia.rocha administrator

1 comment so far

O que fazer em caso de desastre informático? – Datapeers O que fazer em caso de desastre informático? O que fazer em caso de desastre informático? O que fazer em caso de desastre informático?Publicado em2:09 - Jul 31, 2018

[…] empresa lida com dados altamente confidenciais e sensíveis. No caso de não haver uma política de segurança, é uma boa ideia criá-la neste momento. A política de segurança é um documento desenvolvido […]

Deixar uma resposta