O que é um cientista de dados?

O que é um cientista de dados?

A nova profissão do futuro, segundo muitas previsões, é ser cientista de dados. Vivemos numa era em que por todo o lado somos “bombardeados” com informação e já não é novidade que existe uma quantidade de dados enorme que é gerada diariamente. O chamado Big Data veio mudar tudo, sobretudo a forma como as empresas trabalham. Numa época em que existe uma quantidade tão grande de informação, torna-se difícil analisar todos os dados e tomar as decisões mais corretas. Para ajudar a simplificar essa tarefa, surgiu o cientista de dados. Neste artigo, vamos explicar-lhe o que faz este profissional dos tempos modernos e quais são os seus principais objetivos!

O que é um cientista de dados?

Um cientista de dados é um profissional analítico que tem capacidades técnicas capazes de resolver problemas complexos e surgiram para tratar da enorme quantidade de dados não estruturados com os quais as empresas têm que lidar diariamente. Este profissional cria algoritmos para extrair insights dos dados gerados pelas diversas fontes de informação e apresenta-os num formato prático e simples de analisar por parte dos tomares de decisão, que depois serão capazes de definir estratégias e decidir qual o melhor caminho para a empresa.

Objetivos de um cientista de dados

O cientista de dados tem como desafio recolher grandes quantidades de dados e apresentá-los num formato legível para os gestores e tomadores de decisão. Pode mesmo dizer-se que esta é a base da sua função e foi para colmatar a necessidade de entender os dados que esta profissão surgiu no mercado. Este profissional dos dados tem ainda a função de se manter sempre atualizado sobre as técnicas analíticas, como machine learning e text analytics. Pretende-se que o cientista de dados esteja sempre atento à evolução do mercado de modo a poder ajudar a empresa a evoluir também.

No seu trabalho diário, este profissional procura padrões nos dados e buscar detetar tendências que podem ajudar os resultados de uma empresa, através da melhoria de processos e de novas formas de relacionamento com o consumidor. O cientista de dados no seu dia-a-dia irá trabalhar com uma grande variedade de linguagens de programação, como SAS, R e Python. A sua função funciona numa colaboração muito próxima com a área de negócios e com a área de tecnologias de informação. Na verdade, este profissional tem o objetivo de aproximar estas duas grandes áreas, extraindo o melhor de cada uma delas em prol do sucesso da empresa.

O que deve saber um cientista de dados?

O cientista de dados deve ter conhecimentos de machine learning, deep learning e uma grande capacidade de analisar os dados. Deve ser capaz de preparar os dados, convertendo os dados brutos num formato que seja facilmente consumível pela área da gestão. Deve ainda ter conhecimentos de linguagens de codificação, como SAS, R ou Python e de bancos de dados como MySQL e Postgres.

Esta é uma profissão muito recente, pelo que ainda não existe uma formação que prepare cientistas de dados para o terreno. Contudo, existem já muitos profissionais em todo o Mundo que desempenham muito bem esta função. O futuro é um “mar de dados” e é urgente que existam profissionais competentes e capazes de “navegar” nesta era da informação!

Sobre o autor

andreia.rocha administrator

2 comments so far

4 Truques para extrair valor do Big Data | Datapeers | Proteja a sua informaçãoPublicado em10:02 - Dez 6, 2017

[…] cientistas de dados devem ser capazes de definir rapidamente diversos problemas de previsão. As empresas devem apostar […]

4 Truques para extrair valor do Big Data 4 Truques para extrair valor do Big DataPublicado em2:52 - Jul 31, 2018

[…] cientistas de dados devem ser capazes de definir rapidamente diversos problemas de previsão. As empresas devem apostar […]

Deixar uma resposta